Mapa da Festa

 
 


INCLUA ESTA ATRAÇÃO NA SUA FESTA
(Wii + TV de Plasma 42")

Inclua Crepes na sua Festa

 

 

 

 
 
 
 

 

 

Festa de 1 ano sem gafes

Chegou o momento de festejar o primeiro aniversário de seu bebê. E ele merece! Para tudo sair impecável apresentamos algumas perguntas com suas respostas às dúvidas que assombram toda mãe de primeira viagem.

Vale a pena contratar um Buffet para organizar a festa de meu filho ou é melhor fazer em casa ou alugar um salão e eu mesma organizar?
Procurar bons
salgadinhos e docinhos, o bolo, arrumar as mesas, encher balões, providenciar lembrancinhas, contratar a decoração, cuidar da música, recepcionar e entreter os convidados, tirar fotos... Ufa! Não é todo mundo que tem pique para organizar um aniversário de criança – e ainda arrumar a bagunça depois. Para evitar todo esse trabalho, é preferível contratar um Buffet Infantil que seja sólido no mercado, que  tenha um bom nome na praça e tradição de bons serviços. Se você colocar na ponta do lápis o preço que pagaria para alugar cada um dos brinquedos oferecidos pelo buffet você vai perceber que, pela estrutura oferecida e pela comodidade, o preço compensa. Principalmente pela facilidade nas condições de pagamento. Assim, você evita que essa data tão especial se transforme num verdadeiro pesadelo!

Quem convidar - as crianças, os pais e as babás? Como os bufês cobram por pessoa, é preciso incluir a babá?
Uma criança pequena não vai desacompanhada, então o melhor a fazer é calcular pelo menos mais uma pessoa para cada convidado com menos de 7 anos. Ao convidar, a mãe do aniversariante pode perguntar quem irá acompanhar a criança. Hoje em dia muitas mães mandam a babá antes e chegam mais tarde, em geral depois do trabalho. 

• É legal convidar quem não tem filho?
Festa de criança não costuma ser o programa preferido de adultos, mas  quando o Bufê oferece boliche, games, touro mecânico e pebolim e, além disso, possui ambientes separados para adultos e crianças, todos os convidados acabam ficando satisfeitos. Os adultos poderão conversar normalmente enquanto a criançada pula, brinca e grita no ambiente de recreação. Afinal não há como conversar no meio da criançada brincando e gritando. Muitos adultos não têm filhos, mas são amigos muito íntimos dos pais e adoram o aniversariante e fariam questão de deixar qualquer outro compromisso para poderem estar presentes nessa festa tão importante.

• É preciso convidar apenas crianças pequenas?
Não, mas é fundamental levar em conta o tipo de recreação prevista para a festa, se há brinquedos próprios para diversas idades e se há monitores. Crianças maiores já não ficam com a babá, mas exigem vigilância e entretenimento de acordo com a faixa etária.

• Como convidar: basta um telefonema ou precisa de convite?
É sempre melhor que seja por convite impresso e personalizado, até para que não haja enganos sobre endereço, data e horários - do início e do final da festa. De preferência no tema da festa. Um convite personalizado (com foto) valoriza mais o seu importante evento.

• Quanto tempo antes se deve avisar sobre a festa?
Uma semana de antecedência é mais do que suficiente, mas a antecedência de 30 dias favorece a que seu convidado reserve essa data para a sua festa, não marcando outros compromissos e garantindo a sua participação.

• O que servir (às crianças e aos pais)?
Um bom buffet costuma ter um cardápio atrativo para as crianças e para os adultos, oferecendo serviço de garçons profissionais que garantam um atendimento de qualidade aos seus convidados, o que inclui também a certeza de que esses profissionais tenham curso boas práticas em manipulação de alimentos.

• Caso a criança estranhe aquele velho amigo da família, como agir?
Quando os pequenos estranham alguém, a melhor atitude é não forçar uma aproximação e explicar a situação ao adulto, que por sua vez deve entender o que se passa. Muitas crianças agem assim mesmo, e isso faz parte de seu desenvolvimento natural.

• Os pais devem agradecer os presentes um por um?
Pode parecer estranho, mas em festa de criança os presentes só são abertos depois que todos se vão, o que evita tumulto entre os convidados mirins. Nos bufês, uma recepcionista anota o nome do convidado no pacote para que os pais do aniversariante possam saber quem deu o quê. Nos dias seguintes, é simpático ligar para comentar e agradecer. Na hora de abrir os presentes caneta e papel na mão. Assim, os pais vão anotando qual foi o presente e quem o deu. Isso evita ser pego de surpresa ao encontrar um convidado após a festa: - E aí, a criança gostou do presente? Nessa hora você saberá responder: - Sim, ela adorou o brinquedo “tal” ou a roupa “tal”. Pode até citar um detalhe da roupa, nessa hora o convidado sempre fica muito satisfeito.

• Qual é o melhor horário?
O melhor horário para a festa de primeiro aniversário se for sábado ou domingo é às 5 da tarde. Durante a semana, o melhor horário é aquele em que as crianças saem direto da escola para a festa (18h30min ou 19 horas). Quando a escola permite a saída no horário da aula, ou ideal é fazer no horário das 14 às 17 horas.

• É deselegante marcar hora para a festa terminar?
Não é deselegante, e sim necessário, marcar limite de horário: das 17 às 20 horas, por exemplo. E os convidados devem ficar atentos para o término da festa para não constranger os pais. A não ser que os pais acertem com o buffet a contratação de uma hora adicional. Nesse caso também é importante avisar os convidados.

• Hoje em dia, os buffets das grandes cidades delimitam o horário. O que fazer quando os convidados não vão embora?
Os pais devem pôr no convite o horário do final da festa ou dizê-lo ao convidar pessoalmente. Caso algum convidado não perceba que a festa acabou, o melhor é pedir ao monitor que anuncie a última brincadeira. Todo mundo compreende. De qualquer maneira esteja preparado para pagar a hora adicional se for preciso. Afinal de contas não fica bem arrumar confusão com a casa festas por causa disso, porque toda a estrutura ficou a sua disposição. Fica muito elegante fazer os acertos finais com toda a satisfação para completar o sucesso do seu evento.

• O presente deve agradar à criança (brinquedo) ou à mãe (roupa)?
Para crianças de 1 ano, tanto faz, pois elas ainda não entendem bem o que está acontecendo. Já as maiores costumam não esconder a decepção quando abrem um pacote com roupa.

• Tem de dar lembrancinha?
A lembrancinha não é obrigatória, mas foi institucionalizada nos últimos anos. Os pequenos convidados sempre esperam por ela no final da festa. O importante é evitar peças pequenas demais que sejam perigosas para crianças menores de 3 anos.

• Quem não vai à festa deve mandar presente ou, no mínimo, ligar?
Isso vai depender da relação entre convidado e anfitrião, mas dar um telefonema não custa nada e sempre deixará uma boa impressão.

• O que fazer quando a criança arma um barraco na festa - a mãe deve ir embora?
Se a criança der um “piti” e começar a chorar, a mãe ou quem estiver acompanhando-a deve retirá-la, sim. Mas a mãe do aniversariante sempre pode tentar amenizar a saia-justa, oferecendo algo que distraia a criança ou acalmando o acompanhante para que ele não fique ainda mais constrangido com a situação.

• O que fazer quando os pais deixam o filho sozinho na festa e demoram a buscá-lo?
É fundamental ter o telefone do responsável pela criança, que pode ser pedido na hora em que ela for deixada na festa ou, melhor ainda, estar anotado na lista de convidados. Se ela foi "esquecida", o único jeito é ligar avisando que a festa já acabou e torcer para que o adulto tenha bom senso e venha rápido.

• E se o aniversariante dormir antes dos parabéns?
Talvez seja sinal de que a comemoração foi muito longa. Para evitar o constrangimento, fique de olho e antecipe a hora de apagar a velinha se vir que seu filho está se cansando, mesmo que nem todos os convidados tenham chegado. Se o bebê dormiu... o jeito é esperar acordar.   

 

 

 

 

 

 

Fonte: Texto adaptado da matéria de Ana Paula Franzóia, “Festa de 1 ano sem gafes”, publicado no site da Revista Cláudia Bêbe
(http://claudia.abril.com.br/edicoes/523/aberto/claudia_bebe/conteudo_138268.shtml)

 

 
   

 

 


VÁLIDA até 31/03/2014
25% de entrada.
Equipe de vendas:
Cláudia Kretzer
9912-6019

3204-9087

3248-6019
 

 

Horário de Atendimento
ao Cliente:

de 2ª a 6ª 
das 9 às 13 e 
das 14 às 18 horas!
Aos Sábados
das 8 às 13 horas
 

Informações:

As festas são realizadas 
de 2ª à Domingo, conforme o horário e a duração definidos no contrato.

 








MEG Y DOO 
NÃO TEM IGUAL!